Blog

Simpep negocia com a Copel alternativas de redução do custo de energia elétrica

Para discutir alternativas de redução do custo energia elétrica e criar uma agenda de negociação que beneficie o segmento de transformação de material plástico no Paraná, a presidente Simpep, Denise Dybas Dias, e representantes da sua diretoria participaram na última quarta-feira (26) de reunião com o presidente da Companhia Paranaense de Energia (Copel), Lindolfo Zimmer, e o Presidente da Copel Distribuição S.A, Vlademir Santo Daleffe. O encontro contou também com a presença do presidente da Fiep, Edson Campagnolo.

A reunião serviu para mostrar a realidade da indústria de material plástico – importante fornecedora de produtos e soluções para praticamente todos os segmentos da economia brasileira – que vem sofrendo com tarifas elevadas de energia elétrica, impactando negativamente na estabilidade dos mercados.

Na pauta do encontro, a principal reivindicação foi a redução do preço de fornecimento do serviço no período noturno, viabilizando assim a produção das indústrias de plástico entre as 22h e 6h da manhã.

Apesar de considerar justa a solicitação, o presidente da Copel, Lindolfo Zimmer, reforçou o fato de que a definição de tarifas diferenciadas é estabelecida única e exclusivamente pelo Governo Federal, respeitando o princípio da isonomia para com os outros segmentos industriais e ficando a cargo de regulamentação por parte da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Ele se colocou à disposição para, juntamente com o Simpep e a Fiep, criar agendas conjuntas em outras instâncias, de forma a montar uma pauta de reivindicação mais ampla, incluindo o mix de interesses de outros segmentos. A ideia é sensibilizar representantes do governo e Congresso Nacional na busca de soluções possíveis para a redução da tarifa energética em nível nacional.

O clima de diálogo e receptividade entre o Simpep, Fiep e representantes da Copel, motivou também a criação de canal de negócio na concessionária, que deve ser aberto nos próximos dias, dedicado exclusivamente às indústrias de transformação do plástico no Paraná. 

O objetivo é atender necessidades específicas das 980 empresas associadas à entidade, de forma a melhorar a performance do segmento. Esta aproximação tem como objetivo melhorar a qualidade dos serviços e produtos ofertados pela Copel ao setor, oferecendo maior flexibilidade de prazos e modalidades tarifárias adequadas ao perfil de consumo das indústrias de transformação do plástico.

Outros Posts